sábado, 12 de novembro de 2011

COMO ORAR À MEIA-NOITE

     Paulo e Silas queriam ir para a Ásia, mas em Atos 16.6 lemos que eles foram impedidos pelo Espírito Santo de anunciar a palavra na Ásia. Então, tentaram ir à Bitínia, mas, novamente, o Espírito de Jesus não lho permitiu (At 16.17). Deus estava guiando o destino deles de maneia sobrenatural.


    Em Atos 16.8,9, lemos que eles foram a Trôade, e, Paulo teve uma visão. Um homem da Macedônia lhe aparecera, rogando-lhe: "Passa a Macedônia e ajuda-nos!" Então, Paulo foi para Filipos, uma colônia da Macedônia.


   No Sábado encontramos Paulo e Silas à beira do rio falando para algumas mulheres que abriram o coração para a Palavra (At 16.13-16). Talvez eles estivessem pensando pensando: "Se tivessem ido para a Ásia, poderíamos ter alcançado mais pessoas. Agora, aqui estamos com poucas mulheres perto de um rio. Nem sequer estamos falando em uma sinagoga, somente tendo um pequeno encontro de oração, com algumas pessoas sendo salvas". Mas Deus tinha um plano.


   Fortalecidos pela oração, Paulo e Silas começaram a andar pela cidade de Filipos ministrando o evangelho. Desde que mantenha uma postura desanimada, Satanás não se incomodará. Mas quando começar a mover-se no poder do Espírito, tome cuidado!


   Aconteceu que uma menina endemoniada começou a criar tumulto aonde quer que os discípulos fossem. Por fim, Paulo lidou com esse contratempo expulsando o espírito dela. Essa é a maneira correta de os cristãos lidarem com circunstâncias que os aborrecem. Em lugar de tentar livrar-se delas, manipulá-las psicologicamente, lide com elas e enfrente-as pelo poder do nome de Jesus.


   A atitude de Paulo irritou os senhores da menina, visto que ela estava sendo usada para enriquecê-los com seus dons de adivinhação do futuro. Eles provocaram um tumulto, levantaram falsas falsas  acusações, e Paulo e Silas foram açoitados e lançados na prisão, com os pés presos a um tronco.


   Há duas coisas nessa história comum a todos nós. Primeiro, todos enfrentamos prisões:  prisão das circunstâncias, de um emprego difícil, dos hábitos pecaminosos, prisões físicas ou mentais. Segundo, todos nós enfrentamos as "meias-noites" da vida. A  noite representa trevas, desafios, provações. Quando você assiste à abertura de uma cova para alguém que você ama, é meia-noite. Quando seus amigos o abandonam, seu casamento é destruído ou você perde tudo, é meia-noite.


   Você pode confiar em Deus em sua prisão circunstancial? O que você fará quando for meia-noite para você? Paulo e Silas cantaram louvores:


         "Perto da meia-noite, Paulo e Silas oravam e cantavam hinos a Deus, e os outros presos os escutavam. E, de repente, sobreveio um tão grande terremoto, que os alicerces do cárcere se moveram, e logo se abriram todas as portas, e foram soltas as prisões de todos". (Atos 16.25,26)


    Lembre-se de que Paulo e Silas estavam em Filipos pelo desígnio de Deus. Ele tinha um propósito. O Senhor te um propósito para as experiências na prisão e para as meias-noites da sua vida.


    Quando Paulo e Silas adoraram a Deus, um terremoto ocorreu, cadeias foram afrouxadas e as portas da prisão foram abertas. Isto resultou na conversão do carcereiro  filipense, de sua família inteira, e no estabelecimento de uma igreja próspera naquela cidade.


Quando você adora a Deus à meia-noite, nas profundezas de sua prisão, cinco coisas acontecem:


1. Receptividade - as pessoas ao seu redor notarão: "os prisioneiros os ouviram". Eles se tornaram receptivos a Paulo e Silas.


2. Retificação - Deus nota. Se for preciso, um terremoto espiritual ocorrerá para retificar e consertar suas circunstâncias.


3. Libertação - a vida das pessoas será transformada: cadeias serão soltas e as portas de seus cárceres serão abertas.


4. Reversão - O plano do inimigo será revertido. Frequentemente, aqueles que o mantinham na prisão serão tocados por Deus, como nesse relato. O carcereiro de Filipos foi salvo ministrado por Paulo e Silas.


5. Colheita - um efeito divino de colheita ocorre quando o "maligno da meia-noite" se espalha para tocar a vida dos outros. A família inteira do carcereiro filipense converteu-se e foi salva.

Nenhum comentário:

Postar um comentário